segunda-feira, março 12, 2007

C'est fini

"Tudo acaba, leitor; é um velho truísmo, a que se pode acrescentar que nem tudo o que dura muito tempo. " (Machado em Dom Casmurro)

Quando o Marcos defendeu o pênalti do Marcelinho ele tinha quase 27 anos. Lembro de pensar na ocasião que mesmo ele sendo monstruoso e tendo mudado a história alvi-verde definitivamente, o tempo pesaria para ele também. Com sorte, teríamos mais uns 8 anos dele no Parque.

Pois bem, tal fato aconteceu há...7 anos! Por conta de inúmeras e complicadas lesões, o tempo efetivo dele como camisa 1 deve ter sido metade do que eu tinha previsto. Uma pena, mas a vida é cheia dessas coisas.

Agora ele quebrou o braço e o Diego já tem idade para ser titular. Apostaria, com um imenso peso no coração, que é o fim do nosso querido goleiro e salvador.

Paralelamente, do lado de cá do Atlântico, uma médica de uma escola militar examina o tornozelo de um goleiro brasileiro e determina que ele deve ficar umas semanas de repouso. Já tendo assinado um pré-contrato para voltar ao Brasil, é o final de minha carreira européia...

2 comentários:

A irmã disse...

Ao menos a mãe do Marcos vai parar de fazer jejum.... e a sua também!!!

a mamãe disse...

Por opção resolvemos assistir O AUTO DA COMPADECIDA.
Depois de algumas propagandas, o filme retorna: PARTE FINAL.
Continuamos assistindo mas a pergunta é inevitável: o que acontecerá com Chicó e João Grilo?
Valei-me minha Nossa Senhora...
O promessa sem fim...