segunda-feira, março 05, 2007

Eu, mau ficcionista, fico às vezes pasmo diante de alguns fatos do chamado "mundo real".

Por exemplo, esta noticia:

Pai de goleiro do Novo Hamburgo morre após gol de Gabiru

A emocionante virada do Inter sobre o Novo Hamburgo, por 2 a 1, aos 47 minutos do segundo tempo, na tarde desse domingo, foi forte demais para o pai do goleiro Marcão, do Novo Hamburgo. Palácio Ronconi, de 76, assistia ao jogo pela TV, na cidade de Maracajá, em Santa Catarina, quando se sentiu mal após o gol de Adriano Gabiru.

Em seguida, conforme os familiares do goleiro, Ronconi sofreu um enfarto do miocárdio e morreu. Após o jogo, durante a oração dos atletas no vestiário, Marcão recebeu um telefone de seus parentes que lhe comunicaram sobre o ocorrido. O jogador começou a chorar e foi consolado pelos colegas de Novo Hamburgo.

Marcão, 24 anos, que havia feito uma boa partida contra o Inter, e um de seus irmãos, embarcaram imediatamente de carro para Maracajá, a fim de se encontrar com a família e providenciar o velório. O corpo de Palácio Ronconi será enterrado nesta segunda-feira."

Não é so' pela falta de talento e de condição fisica que eu fiz bem de nao ter escolhido o mundo dos esportes...

Um comentário:

Aquela que nao vale um caracol disse...

Vc perderia o pai, a avó, dois tios por parte de mãe e ainda levaria um beeeelo cascudo da progenitora. Deus sabe o que faz... se rinoceronte voasse, imaginou o estrago que faria quando cagasse???