terça-feira, dezembro 22, 2009

Você percebe que precisa de férias urgentemente quando lê uma notícia como

"Buffet é acusado de levar comida a menos e estragada em casamento"

e pensa "Meu, por que o Warren Buffet levou a própria comida para um casamento? E ainda por cima estragada???"

Happy holidays...

domingo, dezembro 20, 2009

Oficialmente o ano futebolístico se encerrou neste sábado. Com a vitória do Barcelona sobre o Estudiantes, mais uma vez o campeão do mundo é europeu. Procurei uma pequena lista dos últimos campeões:

2009
Detalhes
Flag of Spain.svg Barcelona 2 – 1 (pro)
Flag of Argentina.svg Estudiantes Sheikh Zayed Stadium,
Abu Dhabi Flag of the United Arab Emirates.svg
2008
Detalhes
Bandeira da Inglaterra Manchester United 1 – 0
Flag of Ecuador.svg LDU Estádio Internacional,
Yokohama Flag of Japan.svg
2007
Detalhes
Flag of Italy.svg Milan 4 – 2
Flag of Argentina.svg Boca Juniors Estádio Internacional,
Yokohama Flag of Japan.svg
2006
Detalhes
Bandeira do Brasil Internacional 1 – 0
Flag of Spain.svg Barcelona Estádio Internacional,
Yokohama Flag of Japan.svg
2005
Detalhes
Bandeira do Brasil São Paulo 1 – 0
Bandeira da Inglaterra Liverpool Estádio Internacional,
Yokohama Flag of Japan.svg
2004
Detalhes
Porto
Flag of Portugal.svg Portugal
0 - 0
Once Caldas
Flag of Colombia.svg Colômbia
Estádio Internacional,
Yokohama
8-7 nos pênaltis
2003
Detalhes
Boca Juniors
Flag of Argentina.svg Argentina
1 - 1
Milan
Flag of Italy.svg Itália
Estádio Internacional,
Yokohama
3-1 nos pênaltis
2002
Detalhes
Real Madrid
Flag of Spain.svg Espanha
2 - 0 Olimpia
Flag of Paraguay.svg Paraguai
Estádio Internacional,
Yokohama
2001
Detalhes
Bayern de Munique
Flag of Germany.svg Alemanha
1 - 0 Boca Juniors
Flag of Argentina.svg Argentina
Estádio Olímpico,
Tóquio
2000
Detalhes
Boca Juniors
Flag of Argentina.svg Argentina
2 - 1 Real Madrid
Flag of Spain.svg Espanha
Estádio Olímpico,
Tóquio
1999
Detalhes
Manchester United
Flag of England.svg Inglaterra
1 - 0 Palmeiras
Brasil Brasil
Estádio Olímpico,
Tóquio

Percebem-se claramente 3 classes de finais:

1 - Sulamericano coitadinho enfrenta gigante europeu. Torço para o sudaca mas o gigante europeu leva, sem chances.

2 - Time brasileiro disputa o título. Se eu torcer a favor, o time perde. Se eu torcer contra, ganha.

3 - Boca Juniors é o representante da América. Torci contra em 2000 e 2001 (por despeito), a favor em 2007 (contra o Kaká, na verdade). Duas vitórias para mim. Nenhum padrão muito nítido foi descoberto até o momento.

Em 2009 eu realmente ia fazer uma lista de todos os jogos assistidos, marcando quem era o favorito, para quem eu torci e quem de fato ganhou. Eu esperava ver uma correlação negativa nítida entre minhas vibrações mentais e o desempenho das equipes. Desisti lá pelo dia 10 de janeiro.

Pensei em retomar o projeto em 2010, mas essa análise dos últimos 10 anos já mostra que meus poderes nem são tão fortes assim, afinal significativos 9% dos últimos campeões mundias não podem ser explicados pela simples teoria "Eu dou azar".

sábado, dezembro 12, 2009

"Você será feliz no que escolher"

Por absoluta ociosidade fim-de-semânica, resolvi fazer um teste vocacional on-line oferecido pela Veja. Segue link para interessados: http://veja.abril.com.br/111109/procura-se-uma-profissao-p-158.shtml

Já tinha visto o teste na própria revista umas semanas atrás. Apesar de algumas perguntas realmente difíceis para mim (especialmente a 12,
12 Gosta quando as pessoas :
a) o surpreendem com um presente
b) expressam gratidão por algo que fez
c) reconhecem sua personalidade singular
d) reconhecem sua inteligência), havia percebido rapidamente que o meu perfil era tipicamente D. Nerd, interesse por números, egocêntrico, gosto de resolver enigmas e problemas inovadores, etc.

Me parecia óbvio que isso daria uma boa pontuação para engenharia e daria aquela sensação de "dever cumprido", de ter escolhido a profissão correta. Também é óbvio que isso é auto-engano, é igualmente possível que o meu perfil seja esse por eu ter escolhido essa carreira. Em resumo, existe uma correlação entre o perfil e o curso mas acho que é indecidível saber qual é a causa e a consequência.

As carreiras sugeridas no perfil D são quase todas adequadas: Astrônomo, Criador de software, Economista, Engenheiro, Físico, Líder de uma corporação (CEO), Matemático, Militar, Oceanógrafo, Pesquisador, Químico, etc. O grande mistério é que justamente nas carreiras do perfil B (minha resposta menos frequente) estão Engenheiro Mecânico/Químico. Pergunta-se: por que, Senhor, por quê?

Para o leitor que quiser comparar, minhas pontuações:

A - 21
B - 18
C - 31
D - 49

sexta-feira, dezembro 11, 2009

cte

Tese: o produto (horas trabalhadas) * (qualidade das piadas) é uma constante que depende apenas da pessoa e do tempo.

As pessoas engraçadas são aquelas que têm um valor mais alto dessa constante. Assim, mesmo que elas precisem comer com o suor do próprio rosto ainda conseguem manter o nível humorístico. Existem, no outro extremo, aquelas pessoas que nem vagabundeando ao extremo conseguem ser engraçadas. Vocês conhecem exemplos dos dois casos, tenho certeza.

A dependência com o tempo vem do fato de que as pessoas (inclusive as surdas) mudam. Problemas e dificuldades podem tornar a constante mais ou menos elevada, de maneira pouco previsível. No entanto, num pequeno horizonte de tempo, creio que o principal fator de queda da qualidade das piadas seja o trabalho excessivo.

Em tempo: nunca me conformei quando alguém fala de constantes que variam.

E sim, essa é a melhor piada que eu consigo pensar no momento.

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Aviso aos navegantes

Futebol não existe. Esporte mesmo é pelota basca.

E tenho dito.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Bolão do sorteio

Meus caros, terminei agora a apuração do bolão do sorteio. Ganhei, naturalmente.

Tivemos 7 participantes (acabei não incluindo um palpite gerado aleatoriamente pelo Matlab na disputa), que acertaram em média em qual grupo cairiam 5,3 equipes.

Além disso, o acerto médio do número de pares de times que se enfrentaram foi de 5,7.

Fiquem à vontade para interpretar esses resultados ou sugerir outras análises estatísticas. Voltarei ao assunto quando estiver com mais cabeça para isso.

quinta-feira, dezembro 03, 2009

Esperança

Quando tudo parecer perdido, quando de noite der vontade de chorar escondido, procure boas notícias na internet e certamente encontrará alguma coisa revigorante:

"O 1º trimestre de 2010 marca a entrada em operação do 1º trecho da Linha 4-Amarela, que vai da Estação Faria Lima até a Estação Paulista. São cerca de 3,6 km de extensão, todos em túnel escavado pelo megatatuzão.

Nesse trecho, haverá várias novidades para o paulistano. Uma delas é o conjunto de três esteiras rolantes subterrâneas, de 90 m cada uma, que farão a conexão entre as estações Paulista e Consolação, da Linha 2-Verde, colocando em prática a 1ª das integrações da Linha 4-Amarela."

Meu, esteiras rolantes em São Paulo!

quarta-feira, dezembro 02, 2009

Bolão do sorteio

Pessoal, a FIFA resolveu aprontar comigo e trocou um pouco os potes. França não será cabeça de chave, Holanda sim.

Assim sendo, é melhor que cada um refaça suas apostas para levar em conta as novas influências místicas que podem surgir. Meu novo palpite é:


- Holanda no grupo H, Espanha no grupo E.
- Um muçulmano no último grupo.
- Brasil e França se pegando no começo, graças à FIFA.
- Argentina se fodendo como sempre.
- Confrontos linguísticos como Espanha e Honduras, Inglaterra e Austrália.

terça-feira, dezembro 01, 2009

Você percebe que é desapegado de bens materiais quando tenta escolher um celular usando uma ferramenta de "Busca Avançada" para especificar os requisitos mínimos do aparelho que deseja e preenche o formulário da seguinte maneira:

domingo, novembro 29, 2009

Amanhã faz exatamente 10 anos que eu não choro por causa de futebol.

sábado, novembro 28, 2009

Bolão da Copa

Bolões em época de copa são absolutamente comuns. Bolões de sorteios são muito mais raros, mais imprevisíveis e ainda tinham alguma outra vantagem que me escapa no momento.

Pois bem, venho por meio deste post lançar oficialmente o concurso de bolão do sorteio da Copa 2010.

Eu ia fazer uma planilha Excel e disponibilizar aos interessados em simular o sorteio, porém a Globo já fez algo parecido por mim. Cliquem em http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Eliminatorias/0,,MUL1386003-9833,00-SIMULADOR+DA+COPA+MONTE+OS+GRUPOS+DO+MUNDIAL+NA+AFRICA+DO+SUL.html e divirtam-se.

(Nota: Esse simulador permite palpites errados como agrupar 4 cabeças de chave num grupo. A idéia básica é por um time de cada pote em cada grupo, tomando cuidado de não colocar 2 africanos ou 2 sul-americanos no mesmo).

Regras do bolão

1 - Serão aceitos palpites enviados até o início do sorteio.

2 - Envie por email para mim um print screen com os times separados nos grupos ou coloque num comentário no estilo "GRUPO A: Brasil, Bósnia, Belarus e Bélgica. GRUPO B: Andorra, Argentina, Angola e Azerbaijão, etc."

3 - Acertar o nome do grupo de cada seleção vale 1 ponto.

4 - Acertar que duas seleções estarão no mesmo grupo vale 8 pontos.

5 - Acertar que três seleções estarão no mesmo grupo vale 64 pontos.

6 - Acertar todas as seleções de um grupo dá a vitória automática ao cidadão.

7 - Não, a pontuação não segue exatamente aquilo que as leis de probabilidade indicam. Não sei fazer contas de probabilidade e não vou aprender a essa hora.

8 - Eventuais dúvidas sobre o regulamento serão esclarecidas por mim mesmo, sozinho.

Por fim, segue aqui o meu palpite. Boa sorte a todos...


PS: diz a lenda que o também lendário da Gota profetizou no dia do sorteio dos grupos da copa de 2002: "Já pensou se caísse Argentina, Inglaterra, Suécia e Nigéria no mesmo grupo?". Caíram. As 4. Sério.

quinta-feira, novembro 26, 2009

Ajudando os amigos

Procurando sabe Deus o quê na internet, encontrei o seguinte site: http://locked22.blogspot.com/

Resumindo a proposta deles em poucas palavras: o cidadão fez um software que gera jogos da Lotomania automaticamente com a promessa de que a pessoa acertará 17 números "quase com certeza".

Não sou bom com probabilidades, nunca fui. Cheguei a estudar alguma coisinha específica da Lotomania tempos atrás porque de fato é o jogo que tem as maiores probabilidades de vitórias (compensada obviamente por um lucro esperado relativamente baixo).

Em todo caso, me parece o velho caso da máquina de fazer dinheiro: por que alguém venderia uma fórmula mágica dessas, apenas para diminuir seus próprios prêmios até o ponto que a loteria fosse cancelada? Nenhum gênio da matemática seria tão burro.

Eles apresentam uns bilhetes premiados, inclusive em vídeo. É realmente possível que eles tenham desenvolvido um sistema infalível para acertar: jogar MUITO, de modo que as apostas em si não sejam lucrativas, ou seja, que o prêmio pago nem compense o valor apostado. Isso funcionaria como marketing do software, desde que vários idiotas comprem o sistema o estelionatário ainda sai ganhando.

Por fim, para os amigos nerds/matemáticos/superdotados fica a dica de que talvez exista uma loteria mal-concebida, uma espécie de cassino que nem sempre ganhe. Se alguém explorar com sucesso esse fato eu cobro míseros 20% de cada prêmio.

sábado, novembro 21, 2009

Você percebe que o mundo já não faz nenhum sentido quando a final do mundial de futebol de areia será disputada entre Brasil e... Suíça.

Jogos Olímpicos de Inverno em Cuiabá, vamos nessa!

quarta-feira, novembro 04, 2009

Aulas

Estou querendo voltar a dar aula. Alguém precisando de um professor de matemática, química, física, história do futebol ou assuntos correlatos?

É sério, pessoal! Eu faço pelo prazer, não pelo dinheiro, podem me contactar mesmo para cursinhos comunitários.

terça-feira, outubro 27, 2009

A imagem a seguir saiu na Veja numa reportagem sobre o padrão de tomadas. Clique nela para uma visão ampliada:



É bom saber que 100,5% das pessoas moram em 246 países, não?

segunda-feira, outubro 26, 2009

Como não se deve fazer jornalismo

"Após série de confusões, Uruguai rejeita anulação de lei que investigaria ditadura"

Além do titulo ser um tanto quanto Sessão da Tarde, o que me irrita nessa manchete é a dupla negação. Não que eu não tenha entendido, simplesmente eu acho que não simplifica não dizer diretamente o que aconteceu e obrigar o leitor a não entender o que ele não tinha entendido para finalmente saber o que era o fato original.

Pergunto eu aos queridos leitores: respondendo sem refletir muito, o que diabo aconteceu com a lei uruguaia afinal, hein? Confesso que eu já não me lembro mais.

(Leitores que pensam em binário e os que tem QI maior que o garotinho do outro post estão dispensados de responder)

sábado, outubro 24, 2009

Mau presságio

Insônia na véspera de um jogo decisivo não deve ser uma coisa boa...

sexta-feira, outubro 23, 2009

Continuando a série "O que eu deveria estar fazendo se o mundo fosse justo": http://mais.uol.com.br/view/e28h1sxcz1jv/banco-imobilario-04023566C0816366?types=A&

domingo, outubro 18, 2009

P = NP reloaded

Confesso que não li "A metamorfose". Tenho o livro há anos mas faltou oportunidade, empenho ou alguma outra coisa que sirva como desculpa aleatória.

Descobri hoje por acaso que o protagonista era, antes de se tornar a famigerada barata, um caixeiro-viajante.

Seria esse então o tal do Problema do Caixeiro-Viajante?

sexta-feira, outubro 16, 2009

Você percebe que é hora de dormir ou que você precisa prestar mais atenção no que faz quando lê o anúncio de um simpósio chamado "Biossegurança e Descartes de Produtos Químicos Perigosos em Instituições de Ensino e Pesquisa" e pensa:

"puxa, nunca soube que o Descartes tinha trabalhado com Química também!

terça-feira, outubro 13, 2009

Garotos prodígios

Odeio esses meninos talentosos que aparecem na tv de vez em quando falando sobre as bandeiras do mundo ou os campeões das copas de todos os tempos. Meu ódio na verdade se chama inveja, sinto que esses moleques não estão fazendo nada de tão raro assim.

Hoje no uol encontrei a seguinte notícia: "Garoto de dois anos tem QI igual de Einstein". Pelo que eu me lembro da biografia básica do alemãozinho, o QI dele ou não era TÃO acima da média assim ou nem sequer havia sido medido. Além disso, pessoas com QI alto são aquelas que tem um enorme talento para...resolver testes de QI.

Não pretendo questionar este método hoje, admitamos que ele é válido para "medir a inteligência" (também não vou questionar o que diabos essa frase quer dizer). É muito mais fácil definir o que NÃO é inteligência, para isso basta ler o resto da notícia.

Vemos que nosso amigo jornalista estava com dúvidas quanto à sua comparação logo no primeiro parágrafo: "Um garoto de dois anos e cinco meses (...) obteve em um teste de QI (coeficiente de inteligência) uma pontuação equivalente à dos físicos Albert Einstein e Stephen Hawking."

Quem disse que os dois tinham QI equivalente entre si? Para dar um ar mais quantitativo, o texto informa que o menino está entre os 2% da população com maior QI. Sem brincadeira, mais da metade dos meus amigos deve estar nessa lista e nem por isso eles ganham reportagens. Enfim, quase nunca.

A chave de ouro do texto também é excelente. Segue frase da mãe do pimpolho:

""Aos 18 meses eles devem conhecer por volta de 20 palavras. Nós começamos a fazer uma lista e paramos no número 600. Eram resmas e resmas de papel"".

"Resma: do árabe rizma. Vinte mãos de papel, ou quinhentas folhas" (Michaelis).

Acho que o menino escrevia D O G ou C A T em letras bem grandes em cada folha, só assim para gastar mais de 500 folhas com 600 palavras.

(a notícia original é um pouco menos idiota: http://news.bbc.co.uk/local/berkshire/hi/people_and_places/newsid_8304000/8304200.stm. Ainda assim, a foto do menino do lado do quadro negro merece meu completo e profundo desprezo).

PS: estive sem conexão na semana passada, peço desculpa aos leitores que não puderam procrastinar como gostariam diante desse template laranja.

sexta-feira, outubro 02, 2009

Mestrado

Tem dias que a gente realmente se questiona se fazer uma pós vale a pena. Então a gente se depara com coisas como essa e percebe que o mundo está mesmo pouco se fudendo com nossos trabalhos:

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16134/tde-24042007-150223/

(o abstract em inglês é a melhor parte. Para os muito motivados, recomendo baixar o arquivo para ver como é uma dissertação nessas "ciências moles").

quinta-feira, outubro 01, 2009

Brasil...

Nosotros, brasileiros, gostamos de dizer que os argentinos são arrogantes. Nunca ouvi nenhum argentino dizer que Diós seria portenho, portanto acredito que nós somos superiores a eles nesse quesito.

Admitindo que Deus seja realmente brasileiro, peço a Ele que afaste os Jogos Olímpicos de nosso belo país. Já temos problemas demais, certamente não precisamos de uma Olimpíada para foder com tudo...

quarta-feira, setembro 30, 2009

Ponto de vista

Pelo lado otimista, eu poderia dizer que meu projeto atual funcionará perfeitamente se eu (ou alguém) conseguir provar um único resultado matemático.

Pelo lado realista, acrescento que esse único resultado é... P = NP...

(em termos simples, para crianças e químicos: essa questão diz que alguns problemas muito, muito feios podem ser resolvidos muito, muito rápido. Provavelmente isso não é verdade, porém como até hoje ninguém conseguiu provar que é mentira mesmo o problema segue em aberto, apesar dos inúmeros esforços e do prêmio de 1 milhão de dólares para quem conseguir uma resposta.)

Bom, meu prazo termina no carnaval. Acho que até fevereiro de 12010 dá para ter uma conclusão definitiva (não, você não leu errado, a data é essa mesmo).

quinta-feira, setembro 24, 2009

Simetria - alfabeto cirílico

Repeti a análise do post anterior para o alfabeto cirílico. Avaliei as 32 letras do alfabeto russo, desprezando os sinais brando e duro (Ь e Ъ). Foram consideras apenas as letras maiúsculas, de imprensa, fonte Arial.

(recomenda-se que o leitor leia o post do dia 21, bem como seus comentários, antes de acompanhar o texto que vem a seguir)

- 13 (40%, mais que os 34% do latino) tem simetria horizontal: В, Е, Є, Ж, З, К, Н, О, С, Ф, Х, Э, Ю.

- 11 (34%, menos que os 42% do alfabeto latino) tem simetria vertical: А, Д, Ж, М, Н, О, П, Т, Ф, Х, Ш

- 6 (19%, contra 27% no nosso alfabeto) tem um centro de simetria: Ж, И, Н, О, Ф, Х

- 12 (38%, bem mais que os 27% do caso latino) não tem simetria de nenhum desses tipos:

Б (é o que realmente tem som de B, então é um B "boqueta", segundo Patavino et al. (2009))
Г (derivado do gama, é um L de ponta cabeça e portanto também tem o eixo de simetria dado pela bissetriz de seu ângulo reto)
Ё (lê-se "io", é um e com trema mesmo mas que faz parte do alfabeto, mais ou menos como o ñ em español. Quebra proposital de simetria)
Й (i modificado, idem ao anterior).
Л ("ele", tem uma perninha gay a mais que estraga tudo)
Р (som de erre, também já foi discutido nos comentários anteriores)
У ("u", mais um caso de perninha gay desnecessária)
Ц ("ts", perninha gay strikes agains)
Ч ("tch", outra das letras bizarras inventadas pelos monges gregos quando acabou a inspiração. Assimétrica por falta de criatividade)
Щ ("shia", prometo que é a última perninha gay)
Ы ("iihh" ou coisa do tipo, é um i modificado e por isso a firula)
Я ("ia", ou o famoso "erre ao contrário" ou um B barrigueta de muleta se olhando no espelho)

Conclui-se que o alfabeto latino é mais simétrico que o cirílico. Falta a análise do grego, que é o pai de ambos. De antemão, acredito que o latino seja o campeão da simetria, o que faz algum sentido: enquanto os romanos se preocuparam em simplificar a própria vida, os russos usam um alfabeto meio artificial, com letras desnecessariamente complicadas.

segunda-feira, setembro 21, 2009

Letras simétricas

O ser humano gosta de figuras simétricas. Grande parte das nossas letras tem algum tipo de simetria. Analisei as maiúsculas, fonte Arial, em relação a 3 tipos de simetria:

- horizontal (existe uma linha horizontal que divide a letra em 2 partes espelhadas, como num D);

- vertical (mesma coisa mas com uma linha vertical, óbvio, como num A);

- central (existe um centro de simetria, por exemplo na letra O).

Segue desenho explicativo:



Das 26 letras:

- 9 tem um eixo de simetria horizontal: B, C, D, E, H, I, K, O, X.

- 11 tem um eixo vertical: A, H, I, M, O, T, U, V, W, X, Y.

- 7 tem um centro de simetria: H, I, N, O, S, X, Z.

- 7 não tem nenhuma simetria aparente: F, G, J, L, P, Q, R.

Apenas cerca de 25% não são simétricas, em geral casos claros (na minha bizarra visão) de letras que tem uma "perninha" a mais ou a menos justamente para diferenciar de outra letra, quebrando assim a simetria. É o caso do F (E perneta), do J (I com apêndice) e do Q (O com a língua para fora). Não vejo explicação (Milouse, alguém?) para os formatos de L, P e R.

A conclusão é exatamente o início do texto: gostamos de simetria

Para quem estudou um pouco de teoria de grupos (eu não, por exemplo) essa análise não é tão surpreendente e permite relembrar que uma figura plana com infinitos eixos de simetria também é centro-simétrica (casos patológicos do I e do O).

Amanhã: uma análise da simetria no mundo do transporte urbano.

quarta-feira, setembro 16, 2009

Vocação

A maior parte de nós passa grande parte da vida se questionando se descobriu sua verdadeira vocação.

Pensei que seria um grande goleiro, defenderia pênaltis e ganharia muitos títulos. Percebi no primeiro campeonato de colégio que aquilo era só um sonho, nem houve alguma esperança de que daria certo.

Pensei também que seria jornalista esportivo. Talvez até pudesse ter sido, mas sinto que não me divertiria tanto se tivesse que assistir todos os jogos, inclusive os do São Paulo (sem dormir!) e tendo que ser imparcial. Fazer do hobby uma profissão acaba nos deixando sem hobby, portanto acredito que fiz bem de nem começar a seguir esse caminho.

Já pensei que eu era um cientista maluco e que explodiria laboratórios ou clonaria pessoas. Desisti antes que eu ME explodisse.

Pensei que eu fosse um professor. Gosto de falar para público, gosto de ensinar os outros, tenho alguma veia teatral, mas a idéia de dar a mesma aula ano após ano, de ver os mesmos alunos sempre (porque o "gênero" das pessoas sempre se repete) não me empolga. Essa sensação do tempo passar só para mim enquanto o entorno fica parado me entristece.

Pensei ser engenheiro. Tenho algum talento para fazer contas e a mesma veia teatral do parágrafo anterior, permitindo que eu engane as pessoas por tempo suficiente. Até agora não deu errado, mas sei que não é isso.

Eu nasci para participar de programas de perguntas e respostas na TV. Um programa bastante lucrativo a cada década, só para manter a adrenalina. Glória, diversão, fama e algum dinheiro.

Roberto Justus, transforme ao menos um brasileiro em um homem realizado: me chame para esse "1 contra 100". Prometo voltar ao assunto comentando o programa em breve.

terça-feira, setembro 15, 2009

A noite passa. Corrijo um relatório que escrevi no meio da tarde:

" (...) daí o interesse em definir a variável Q, para que ela intervenha no cálculo do inventório (vide restrição a seguir)."

Onde está escrito "inventório", leia-se "estoque". Sem falar da falta de sentido do resto da frase.

E fica mais uma vez provado que eu falo n línguas, todas elas criadas por mim mesmo.

segunda-feira, setembro 14, 2009

Ah, setembro...

A melhor época do ano aqui no Brasil são essas poucas semanas de setembro em que a temporada de futebol americano já começou mas o horário de verão ainda não, o que deixa o Brasil apenas 1h na frente da costa leste dos EUA.

Também é possivel que eu goste desse momento simplesmente por ficar livre do meu inferno astral, mas prefiro não entrar em considerações astrológicas agora porque o Monday Night tá començando a ficar interessante.

domingo, setembro 13, 2009

AA

Oi, meu nome é Bruno e eu estou há 30 horas sem ver meu email.

Digo, estava, liguei o computador para escrever esse post e não resisti.

Força.

Um dia de cada vez.

sábado, setembro 12, 2009

Se você...

...sempre quis saber para que diabos serve um mestrado, te digo que não para muita coisa. Serve para escrever textos que serão lidos por outros estudantes de pós, numa espiral sem fim como a célebre piada do professor de filosofia.

http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/ie900400j

Divirtam-se...

Nelsinho Piquet

Só eu acho que forçar uma batida é apenas uma solução criativa para vencer e que nem é um crime tão grave quanto o pessoal anda dizendo?

Se não pudesse ajudar o companheiro de equipe o Rubinho já deveria ter sido punido há anos...

(Decepção súbita: enquanto escrevia essas linhas, o Trajano defendia argumento muito semelhante na REPRISE de um dos programas da Espn. Ou seja, eu nem tenho como dizer que fui original. Aliás, um dos apresentadores desse programa X costuma dizer no encerramento: "Se você está assistindo ao vivo, acompanhe agora o programa Y. Se você está vendo a reprise...meu, vai dormir porque está muito tarde")

Mais um link adicionado: Flickr do Arthur. Porque às vezes é melhor só ver as figuras...

sexta-feira, setembro 11, 2009

11/09, loop infinito, Gauss

Cliquei no link do blog que aparece com a pesquisa da "Hirlanda" (vide post abaixo). Ele remete para alguns textos de setembro de 2005. Alguns assuntos tratados:

- Brasil e Chile nas eliminatórias. Chile precisava ganhar para ficar com a vaga. Brasil venceu por goleada.

- Bahrein disputando repescagem de eliminatórias asiáticas. Venceu no sufoco.

- 11/09 perdendo a graça "depois de alguns anos", conforme minhas palavras.

Muito pouco mudou. Muita coisa mudou. Perdi uma hora debruçado sobre meu passado, rindo das desgraças e sem acreditar nos grandes feitos, como se tivessem sido obra de outrem. A hora de dormir passou há tempos. Para FINALMENTE encerrar a noite, re-posto o melhor poema que já escrevi. É bem verdade que não devo ter escrito mais do que 3, mas ainda assim este é muito bom. O triste é que ninguém nunca entendeu seu sentido oculto:


O tédio.

As repetições.

As mesmas reclamações nos posts.

As mesmas citações clássicas, tão batidas.

A eterna vontade de fazer um poema concretista.

As derrotas que consomem o bom humor.

As coisas permanentemente iguais.

As simetrias.

O tédio.



(caso o sentido continue oculto: era uma gaussiana, for God's sake!)

Passaporte Sportv - ato final

Eu tinha me prometido que não voltaria ao assunto mas não resisti. Nada menos do que 13 dos últimos 51 visitantes que aqui chegaram por algum link foram resultados do Google para dúvidas relacionadas ao maledeto processo de seleção do novo correspondente internacional do SporTV.

O que me entristece nessa história (e que tinha sido a razão da minha auto-promessa) é o fato de que a fase atual consiste de uma série de perguntas de conhecimentos esportivos gerais, por isso boa parte das visitas vem de googladas com "perguntas passaporte sportv".

"Tá", dirá o leitor desconfiado, "e desde quando você não gosta desse tipo de pergunta?"

Não gosto quando eu não participo da brincadeira. Os caras deste canal cometeram o absurdo de me excluir do processo seletivo logo na primeira etapa, na análise do currículo.

Para encerrar, faço duas perguntas, uma inócua e a outra claramente ofensiva e desrespeitosa (não necessariamente nessa ordem):

1 - Se não precisa mais de diploma para ser jornalista, por que o preconceito deles?

2 - Tinha algum candidato com nível melhor que o meu? (vide post http://oweblog.blogspot.com/2009/08/passaporte-sportv.html)

(PS: na verdade eu não posso encerrar antes de reportar essa outra pesquisa sensacional:

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&source=hp&q=por+que++uqe+na+Hirlanda+tem+tantos+muinhos%3F&meta=

Resposta possível: pruque lá tem muita enxente)

quinta-feira, setembro 10, 2009

Eliminatórias

Compilei os resultados das últimas 4 eliminatórias sulamericanas, as únicas disputadas em pontos corridos, com turno e returno. Seguem os resultados:



(O Brasil não disputou as eliminatórias para 1998 por ter sido o campeão de 1994. A ordem das seleções era para ser alfabética, acabou sendo aleatória)

Análises gráficas ficarão para um momento mais oportuno. Destaco apenas a evolução venezuelana, o fiasco peruano e a solidez paraguaia.

Quanto aos hermanos...Ainda confio neles, mais por devoção do que por motivos concretos.

quarta-feira, setembro 09, 2009

Links

Finalmente atualizo os links do blog. Pensei em retirar os que não são mais atualizados há anos mas achei meio radical. Tirei apenas os links quebrados. Adiciono os seguintes:

Dinosaulo: blog de um X07, ou seja, um bixo dos bixos dos meus bixos. Apesar da frase anterior ter sido retirada diretamente do Xou da Xuxa, é um blog interessante quando o autor não passa por crises criativas (como todos nós, aliás...). Mais interessante é que eu vi o autor uma vez na vida e assim mesmo ele roubou descaradamente meu template e minha temática, mas fica perdoado por conta de algumas tirinhas engraçadas (cuja idéia ele roubou do xkcd, mas aí já não é problema meu...hahahaha)

Fagulhas: blog do Farina, vulgo Henrique, um dos caras mais malucos que eu conheci na poli (acreditem, a competição era grande). Um gênio do non-sense nas horas vagas, é um tanto mais comportado em seus textos.

Lameiro: blog do Bolinha (vulgo Boleto, vulgo Leandro, vulgo Lameiro), outro politécnico mas que eu conheço há bem mais tempo. Computeiro, andou com o blog parado ultimamente mas voltou com uma bomba imperdível aos leitores mendolóides que ainda me acompanham. Para os demais, também vale conferir o post de 05/09.

A Linha do Esporte: blog do Gota (sim, ele existe...). Notícias sobre esportes desconhecidos do grande público, análises profissionais feitas por alguém com certo embasamento teórico, além do feeling tradicional de todos nós, jornalistas esportivos amadores. Anda meio desatualizado (provavelmente por conta das viagens do muito ocupado autor), mas também é uma boa sugestão.

Tenho quase certeza que esqueci de algum site. Se foi o seu, querido leitor, por favor refresque minha memória.

Por fim, se você é daqueles que vinha me encnhendo as paciências em busca de conteúdos mais interessantes n'O Blog, divirta-se um pouco com meus amigos e conhecidos.

quarta-feira, setembro 02, 2009

Quando eu não fazia muita coisa da vida além de jogar videogame, um dos meus hobbys era jogar coisas como SimCity e Champioship Manager, ou seja, games em que boa parte da ação era feita pelo computador sozinho enquanto eu (para usar as palavras do meu pai) "esperava o tempo passar". Essa descrição pode levar a crer que esses jogos eram chatos mas quem já perdeu dias e meses com eles sabe que não é bem assim.

O tempo passou (e eu sofri calado? ;) ) e as coisas mudaram. Tornei-me um homem responsável. Digo, tornei-me responsável, afinal homem eu sou desde os primórdios. Digo, hoje em dia as pessoas delegam coisas para mim como se eu fosse responsável. Suponhamos que seja verdade.

O curioso é que vez por outra essa responsabilidade consiste em ter que escrever umas linhas de código no computador e...esperar o tempo passar enquanto o computador decide se eu fiz tudo certo ou não. Às vezes tudo que resta é torcer, assim como já torci para um monstro não atacar minha cidade ou para conseguir levar o Santo André ao título da Libertadores.

Hoje eu torço para que o computador termine uma conta. Alguém poderia argumentar, com certa razão, que torcer para um computador fazer determinada atividade é das tarefas mais inglórias e idiotas da história.

Tenho uma teoria (que deixaria ruborizado qualquer físico meia boca ou engenheiro da computação mais ou menos) para justificar isso: a mecânica quântica não diz que os elétrons fazem coisas estranhas, não determinísticas, e que apenas ao medir alguma coisa é que eles se "decidem" sobre o estado em que vão aparecer? Gosto de acreditar que a minha torcida influencia secretamente os elétrons e portanto o resultado da conta depende das minhas vibrações mentais.

Um cético poderia dizer que isso não faz sentido porque um programa que dá um resultado uma vez continuará dando esse mesmo resultado se executado na seqüência (desde que ele não contenha partes randômicas ou pseudo-randômicas). Ainda assim, eu teria 2 contra-argumentos:

1 - o primeiro resultado "fixa" o comportamento dos elétrons (por algum mecanismo pouco compreendido), de maneira que a experiência seja determinística apenas depois da primeira execução.

2 - Todo mundo que já mexeu com computador sabe que fazer EXATAMENTE a mesma coisa 2 vezes seguidas pode dar resultados diferentes.

É óbvio que (1) é um erro de interpretação da minha parte ou apenas uma piada sem graça, ao passo que (2) é uma verdade profunda, mas tão profunda, que justifica até a bizarra ação de mandar rodar o mesmo programa várias vezes "porque quem sabe se agora não dá certo?". É o análogo computacional de torcer no video-tape. Parece estúpido, é estúpido, mas apenas as criaturas que nunca fizeram isso (ou que nunca escreveram cartas de amor, ça revient presque au même) é que são estúpidas.

segunda-feira, agosto 31, 2009

I have a dream

Tenho um sonho: fazer um ranking das melhores universidades do mundo baseado nos seguintes critérios:

1 - Menor quantidade de cachorros por estudante.

2 - Maior cobertura de ônibus/teleférico/trem bala/(outros meios de transporte) no campus.

3 - Menor preço do hot-dog.

4 - Número de prêmios IgNobel.

5 - Quantidade de grevistas punidos.

Tenho certeza que os jornalistas iriam divulgar como se fosse a coisa mais importante do mundo, desde que as primeiras fossem Harvard, MIT, Stanford e afins e que a USP fosse a melhor da América Latina, "na frente de muitas universidades de renome internacional". E o mais importante, não haveria nenhuma mençao clara aos meus critérios esdrúxulos, afinal a metodologia dessas coisas não importa, o que vale é a posição da USP...

http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL1286930-5604,00-USP+E+A+MELHOR+UNIVERSIDADE+DO+MUNDO+SEGUNDO+PESQUISA.html

(O critério desse ranking basicamente é a "presença" de cada universidade na internet. USP em 38, Polytechnique em 381. Aham...)

sexta-feira, agosto 28, 2009

ZL

Alguns caixas eletrônicos da Inglaterra agora tem uma opção de idioma, permitindo que o cliente escolha uma gíria "dos manos" de lá. Segue vídeo ilustrativo:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/multimedia/2009/08/090827_cockney_cashmachine_video.shtml

A minha teoria (e o que justifica esse post, já que essa mesmíssima notícia está na primeira página do Uol) é que em uma cidade qualquer a probabilidade da Zona Leste ser a mais, digamos, popular é espantosamente mais alta do que os 25% que se esperaria a priori.

É nóis...

domingo, agosto 23, 2009

Hail Mary

Preâmbulo: Campeonato Inglês, Terceira Divisão, 1999. Carlisle United e Scarborough brigam para evitar o rebaixamento para a Quarta Divisão, que era amadora na época. Essa divisão "semi-profissional" paga salários mais baixos, tem jogos praticamente varzeanos e oferece apenas uma vaga para o retorno à Terceirona. Assim, se o Carlisle caísse provavelmente seria extinto. O time iria fechar.

Na última rodada o Scarborough empatou sua partida e escapava da queda. O Carlisle jogava com o Plymouth, em casa, precisando de uma vitória simples. "Simples", seria melhor dizer.

O Plymouth saiu na frente, Carlisle empatou aos 20 do segundo tempo. Faltava apenas um gol. Nada. O juiz aponta 4 minutos de descontos. O resto pode ser visto aqui, com um belíssimo sotaque interiorano:



Jimmy Glass era um reserva de outro time ruim. Em 1998 seu time chegou à final de um torneio mas ele fez um gol contra e eles perderam o jogo decisivo. Veio por empréstimo no fim da temporada 98/99 pra tapar um buraco. Fez 3 jogos pelo time. Encerrou a carreira pouco depois, aos 27 anos. Foi trabalhar com TI, depois virou motorista de táxi e hoje em dia tem uma companhia de táxis.

E salva o Universo durante a noite, com certeza...

PS: Quem também se arrepiou com a história pode ver esse outro vídeo, http://www.youtube.com/watch?v=K6iRHbWDXEY, mostrando a torcida do outro time. Uau...

sábado, agosto 22, 2009

Não exatamente sobre o Bolt

Mote: Quantos dos recordes mundiais atuais pertencem a país que não existem mais?

Como meu nome não é Sísifo (para perder anos compilando resultados de esportes esdrúxulos e tendo que recompilá-los ao final do trabalho para manter tudo atualizado), dedico este texto somente ao atletismo e natação.

No atletismo masculino, foram contabilizadas 44 competições com 45 recordistas (um queniano e um etíope tem o mesmo tempo nos 15 quilômetros). Como as provas de fundo são muito mais numerosas que as de velocidade, é compreensível o predomínio de Quênia e Etiópia:



A classe "Outros" engloba os recordes que são objeto deste post. Os países donos dessas marcas são: União Soviética, Ucrânia, Reino Unido, Quatar (3000m com obstáculos!), México, Itália, França, Dinamarca, Alemanha Oriental e Alemanha Ocidental, cada um com um recorde. Ao todo, 3 países que não existem mais ainda são recordistas.

No atletismo feminino, encontrei 43 competições (não há registros de 15 km na Wiki e não vou procurar alhures). O gráfico fala por si só:



O predomínio russo/soviético/comunista é sensível e deixa as africanas no chinelo. O grupo "Outros" tem uma forte base no Leste, sendo composto por Tchecoslováquia, Ucrânia, Polônia, Lituânia, República Tcheca e Irlanda. Nada menos do que 9 marcas são de países que só existem agora em atlas ultrapassados.

Excluindo as provas de fundo, no feminino a maior parte dos recordes é dos anos 80. Numa análise resumida, é o doping soviético que acabou gerando mais doping do lado ocidental, produzindo marcas inalcançáveis por mulheres "normais". Juntando masculino e feminino, quase 14% dos recordes são de países extintos.

Olhemos agora para a natação. São 20 recordes masculinos e femininos, todos em piscina olímpica:





Nenhum país "dos anos 80", nenhum recorde dos anos 80. Na verdade, um (eu disse UM!) recorde anterior a 2007. Sem surpresas, isso ocorreu na prova mais longa e mais lenta (1500 m). Todo o restante é fruto da geração pós-moderna de trajes de banho.

Conclusões:

1 - A viscosidade (e consequentemente o atrito) é maior na água do que no ar.

2 - Não há doping soviético que supere a tecnologia atual de maiôs.

3 - Por favor, não coloquem uma roupa de tubarão no Bolt.

sexta-feira, agosto 21, 2009

Slumdog Millionaire

http://www.sbt.com.br/umcontracem/inscricoes/

Sempre, sempre...

Organização Mundial Sem-Noção - ou Diploma Pra Quê?

"OMS diz que 40% dos casos graves de "gripe suína" são em crianças e adultos saudáveis"

Pera aí, OMS, deixa eu te explicar uma coisa: quem está doente não pode, por definição, ser saudável. Qual a dificuldade?

quinta-feira, agosto 20, 2009

Passaporte Sportv 2

Repórter do Sportv entrevistando Usain Bolt após o novo recorde: "Is there... é... limits for Bolt?"

Agora eu entendo porque eles estão recrutando correspondentes internacionais.

C. Ñ. Q. D.

Proposição: sejam f e g duas funções contínuas e crescentes de R em R, de maneira que f(0) < g(0) e f'(x) > g'(x), para qualquer x > 0. Então existe z tal que f(z) > g(z).

(Para os leitores que não fizeram Cálculo I, uma figura ilustrativa:



Explicação: f é inicialmente menor do que g, porém cresce mais rápido. Com isso, em tempo finito, ela acaba se tornando maior, f(z) > g(z)).

Corolário: São Paulo campeão brasileiro. De novo. Porra.

(Para os leitores que gostam de sofrer/não tem nada para fazer: eu só imaginei uma demonstração para o caso em que as derivadas são sempre positivas mas também não fiz nenhuma conta. Me parece válido para derivadas assumindo quaisquer valores, desde que f'(x) > g'(x) em todos os pontos. Usando o Teorema do Valor Médio deve dar pra mostrar isso com rigor para o caso crescente, fiquem à vontade para fazê-lo. No outro eu pensei em usar o Teorema Fundamental do Cálculo, integrando f' e g', mas novamente deu preguiça de ver se ia realmente funcionar).

quarta-feira, agosto 19, 2009

Pólya, ainda

"When a student makes really silly blunders or is exasperating slow, the trouble is almost always the same; he has no desire at all to solve the problem, even no desire to understand it properly, and so he has not understood it. Therefore, a teacher wishing seriously to help the student should, first of all, stir up his curiosity, give him some desire to solve the problem. The teacher should also allow some time to the student to make up his mind, to settle down to his task."

É auto-ajuda, eu sei, mas me fez bem quando li.

terça-feira, agosto 18, 2009

Quando nada mais der certo - versão n

Futuro emprego: especialista em Feng Shui.

"Temos relatórios de medições domiciliares sobre o ataque do O.N. (ondas nocivas), com fatos concretos ocorridos em diversos lugares do Brasil e do exterior por onde realizamos nossas pesquisas de Feng-Shui nestes últimos anos.

Numa casa localizada no bairro de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, com a idade de trinta anos e adquirida pela família S.R. há oito anos, haviam casos de doenças frequentes, inclusive esquizofrenia, desentendimentos familiares e desânimo nas pessoas em mantê-la arrumada nas mínimas condições de habitabilidade.

(...)

Haviam cômodos que eram verdadeiros depósitos de sucata; isto é, quinquilharias cujas origens nem mesmo os proprietários conheciam. Outros compartimentos apresentavam suas lajes teto e paredes impregnadas de môfo (fungos).

(...)

Realizamos um rastreamento (medição) com instrumentos radiestésicos de captação energética em todo o prédio. Foi feita a medição áurica, e utilizou-se gráficos Taoístas da Quadratura da Pirâmide em cada membro da família, para checar se havia interferência de energias intrusas sobre os mesmos. Foi identificado o cromotipo daquelas pessoas. O resultado deste trabalho foi a geração de um relatório final com as seguintes recomendações:"

(http://www1.uol.com.br/bemzen/ultnot/fang/ult1337u22.htm)

Eu escreveria esse relatório, com certeza. Falaria sobre a Energia Quântica Oscilante (E.Q.O. )em cada morador. Sugeriria a aplicação de Movimentos Harmônicos Simples para reduzir essas oscilações. Identificaria uma tendência neo-gaussiana à dispersão de energia nos moradores e proporia métodos de desacoplamento das auras dos familiares e dos objetos, naquilo que é chamado popularmente "separar a laranja podre das outras".

Faria tudo isso e não escreveria "môfo" nem "haviam comôdos".

Interessados em meus serviços podem deixar mensagem no espaço abaixo. Obrigado.

sábado, agosto 15, 2009

Le jardin du voisin...

Estava conversando com um francês radicado aqui no Brasil. O cidadão veio estudar matemática na Usp (pois é!) e está fazendo o doutorado no IME, acho.

Contei para ele que torci contra a Seleção em 98. Na minha opinião a França tinha um bom time. Uma defesa excelente, dois volantes razoáveis, um gênio na armação e n atacantes bisonhos (o nome "Guivarc'h" traz alguma lembranças a vocês?).

O que me surpreendeu é que ele, francês no exílio, não fez o tradicional "et un, et deux, et trois - zéro!". Muito pelo contrário, ele se declarou um amante do futebol arte e disse ter torcido...para o Brasil!

Pera lá, aquele time tinha Júnior Baiano, César Sampaio e Dunga!

Ele ainda argumentou que gostava mais da raça do Brasil e que ficou decepcionado com o resultado. Aimé Jacquet, o técnico campeão, virou uma espécie de Telê Santana em termos de misticismo apesar de suas idéias muito mais "Parreirísticas".

Como resultado dessa copa, em 2002 ele tentou torcer pela França. Para evitar maiores humilhações, em 2006 eu tentei torcer pelo Brasil. Perdemos.

Acho que finalmente encontrei o Bizarro Bruno.

quarta-feira, agosto 12, 2009

Passaporte Sportv

Fiz minha inscrição no processo seletivo de correspondentes internacionais do Sportv. É, eles recomendam formação superior em Jornalismo, mas vai saber. Segue fragmento de conversa no msn a esse respeito:

Bruno diz:
eu me acho muito foda quando preencho meu cv
Bruno diz:
engenheiro químico
Bruno diz:
engenheiro na frança
Bruno diz:
mestrando
Bruno diz:
n línguas
Bruno diz:
conhecimentos em gams e matlab
Bruno diz:
tudo que um jornalista precisa ter...hahaha

Ao menos eu tenho uma imagem realista do meu perfil.

sexta-feira, agosto 07, 2009

Pólya

Outro dia estava folheando uns livros e achei um do Pólya (ao leitor iniciado: sim, é o da Urna. Ao não iniciado: um matemático húngaro) falando sobre como se deve resolver problemas.

Escolho livros pelo critério da paixão à primeira vista. Se ele me convencer instantaneamente, ótimo. Caso contrário só vou tentar ler se for realmente necessário/útil/obrigado. O livro em questão me conquistou quando ele fala sobre o método "normal" de ensino de matemática. Segundo o autor, "o tradicional professor de matemática (...) normalmente aparece em público com um quarda-chuva esquecido em cada mão. Prefere encarar a lousa e dar as costas aos alunos. Escreve a, fala b, quer dizer c; mas deveria ser d. Algumas de suas frases típicas são passadas de geração a geração: 'Para resolver essa equação diferencial, você deve olhar para ela até que você encontre a solução.' (...)"

De fato já ouvi essa frase. Para piorar, já empreguei coisa parecida quando eu dava aula. O cara sabe do que está falando, o livro é bom. Aproveitei uma oferta e comprei-o.

Estava lendo o prefácio hoje e descobri que o autor foi orientador do von Neumann (para o leitor iniciado: sim, aquele. Para o não iniciado: um matemático/físico/gênio MUITO foda). Segundo o livro, Pólya dizia que "von Neumann era o único aluno que me intimidava. Ele era muito rápido. Uma vez, dei aulas num seminário para alunos avançados em Zurique e ele estava na classe. Cheguei a um certo teorema e disse que aquilo ainda não havia sido provado e que era provavelmente difícil. Von Neumann não disse nada mas depois de 5 minutos levantou a mão. Quando dei-lhe a palavra, ele foi em direção à lousa e escreveu a demonstração. Foi assim que eu fiquei com medo dele."

quinta-feira, agosto 06, 2009

Experimento social: apagar o próprio aniversário do orkut cerca de um mês antes da data.

Contar quantos amigos ainda assim se lembram de mandar um scrap.

Não chorar. Pensar em quantos amigos você parabenizou sem o lembrete do orkut.

(Abraço coletivo, pessoal!)

terça-feira, agosto 04, 2009

Pile ou face

Uma notícia que repercutiu hoje foi a declaração de algum figurão da ANVISA de que o teste rápido para a gripe suína pode ter 50% de resultados do tipo "falso negativo", ou seja, a pessoa está doente mas o teste diz que não.

Se ele tiver razão eu proponho um teste ainda mais barato e econômico, além de ser estatisticamente tão eficiente quanto o atual. Batizei-o temporariamente de "Cara ou Coroa".

(Quem só queria uma piada curta pode parar de ler aqui. O restante do texto é só um gigantesco PS para mostrar como eu sou nerd e gosto de dar palpite em áreas que não são a minha.

PS: do tempo que eu estudava estatística desse tipo de teste, aprendi que existem 2 tipos de erros, "falso negativo" e "falso positivo", que seria a pessoa estar sadia mas ser classificada como doente pelo teste. Em geral é preciso escolher se o teste produzirá menos resultados errados de um tipo ou de outro.

Considerando um teste para uma pandemia viral, faz sentido priorizar a diminuição dos falsos positivos pois é muito pior sair dando remédio para a população sem muito critério do que deixar de detectar alguns casos, devido à possibilidade do vírus se tornar resistente. Em todo caso, 50% de erro já beira o non-sense)

Erdös-Bacon = 11

Matemáticos são pessoas extremamente engraçadas, o problema é que para entender as piadas em geral nós não temos o pré-requisito necessário.

Uma das invenções deles escapou do universo nerd e se tornou um pouco mais conhecida no mundo "normal". Trata-se da idéia de que é possível ligar qualquer ator ao Kevin Bacon em até 6 passos. Considera-se como "ligação" o fato de que dois atores tenham aparecido no mesmo filme. Assim, que contracenou diretamente com o Kevin Bacon tem um número de Bacon igual a 1, quem contracena com essa pessoa tem um Bacon igual a 2 e assim por diante.

Em geral matemáticos se interessam pouco por cinema (diz a lenda que um certo alemão obscuro classificava os matemáticos em 3 categorias: "os que gostam de música, os que gostam de vinhos e os que gostam de montanhas"). Eles inventaram essa história dos graus de separação por conta de um húngaro chamado Paul Erdös que, assim como Bacon, trabalhou com muita gente diferente. Como pesquisadores raramente contracenam uns com os outros, a definição de "ligação" passa a ser a publicação de um trabalho científico assinado por ambos.

Introdução teórica concluída, vamos aos fatos: existe uma calculadora automática da distância entre seu pesquisador favorito e Erdös, http://www.ams.org/mathscinet/collaborationDistance.html. Se você, no entanto, outorgar o título do pesquisador favorito a este autor, nada será encontrado. O site é muito bom mas não é perfeito, não contempla alguns trabalhos publicados apenas em âmbito nacional.

Contudo, usando currículos Lattes, descobri que meu orientador tem uma ligação com meu chefe e que meu chefe sim tem um Erdös bem definido e igual a 4. Quando o paper do meu orientador que leva meu nome for publicado (não deve demorar muito), terei um Erdös igual a 6.

Como eu gostaria de ter uma carreira artística, tentei encontrar um número de Bacon para mim. Novamente existe um site genial que diminui muito o esforço, http://oracleofbacon.org/. Novamente se você procurar por seu artista favorito (aka eu) nada será encontrado.

Porém, Silvio Santos tem um Bacon igual a 3. Gilberto Barros trabalha para o Sílvio Santos. Eu já dividi um programa com o Gilberto Barros. Logo, meu Bacon é 5 e conseqüentemente meu Erdös-Bacon (definido como a soma de ambos) é 11, q.e.d.

quinta-feira, julho 30, 2009

História singela

A história a seguir é real. Nomes não serão citados por razões que se tornarão evidentes ao final da leitura.

Um conhecido meu foi trabalhar nos EUA uns anos atrás. Ele, a esposa e um filho de não sei quantos anos. Para completar a família, porém, a empregada/governanta/babá/chefe do lar também foi convidada a ir com eles.

Ela, excelente cumpridora de suas múltiplas funções, aceitou. Obviamente viajou sem falar inglês, mas para trabalhar com a família brasileira não haveria grande problema.

Após uns poucos meses o filho trouxe um norte-americaninho para brincar com ele. As duas crianças começaram a se bater, como é normal.

Imagine-se agora no lugar da mulher. Ela sabia que precisava fazer alguma coisa para interromper aquilo. Poderia ter usado a tática de muitos brasileiros, "é só falar português bem devagar que todo mundo entende". No entanto, ela se aproximou do gringo e disse "Love, love!".

Poucas vezes vi uma atitude tão inteligente.

Atualmente ela continua nos States mas agora como imigrante clandestina. Essa a Imigração não vai pegar.

domingo, julho 26, 2009

Teoria/Teorema

Sejam A e B dois conjuntos tal que A está contido em B. Seja f uma função de B nos reais. Então o valor máximo de f(x) com x pertencente a A é menor ou igual ao valor máximo de f(x) com x pertencente a B.

Para os não-matemáticos que insintem em ler, não vou dizer que o parágrafo acima é trivial e gastar outras várias linhas na tentativa de mostrar que está realmente correto e que é de fato simples. Muito melhor seria dar um exemplo.

Imagine uma tarefa que você é capaz de fazer apesar de alguma dificuldade imposta. Espirrar com os braços amarrados nas costas, por exemplo. Se a dificuldade for removida (deixando você desamarrado), seu espirro será tão ruim (ou tão bom) quanto anteriormente.

Por outro lado, se for necessário fazer alguma coisa em que a "dificuldade" externa torna-se limitante, como escrever uma carta sem usar as mãos, é óbvio que o resultado será pior do que quando não há restrição.

O "teorema" do começo é apenas isso, diz que ou há limites que atrapalham ou que eles não fazem diferença, sendo garantidamente melhor (ou, a rigor, "não pior") viver sem eles.

Se isso fosse verdade fora da matemática, os sonetos teriam acabado há anos, afinal a idéia de submeter a criatividade a uma forma rígida apenas a prejudica. Pera aí, já usaram esse argumento antes? E as pessoas continuam a escrever sonetos (não todo dia, nem todas as pessoas, claro)?

Enfim, acho a idéia do Twitter meio estúpida. Um blog normal permite que se escreva com mais ou menos de 140 caracteres, então qualquer coisa que pode ser escrita aqui ficaria na melhor das hipóteses inalterada no Twitter.

Porém, o que o teorema não prevê é que a função seja diferente em A e em B. Se existissem duas funções, f e g, com domínios em A e B, respectivamente, então nada poderia ser afirmado a respeito de seus valores máximos.

Mais especificamente, a qualidade de um blog tem algo a ver com a satisfação do leitor. Se a satisfação se torna maior ao ler apenas uma centena de caracteres, é preciso agradá-lo também. Por isso, http://twitter.com/bfsantoro.

terça-feira, julho 21, 2009

Aviso aos navegantes 2

Pela primeira vez em 2009 (pelos meus cálculos provavelmente errados), este Autor se dignou a ir num barbeiro e aparar suas madeixas.

Tenho uma teoria de que eu fico mais engraçado com o cabelo zoado. O Jô Soares sempre conta uma história de que após um severo regime as pessoas sempre diziam que ele era mais engraçado quando era gordo e a resposta padrão dele era "se gordura fosse engraçado, era só levar um quilo de toucinho pra casa e ficar rindo o dia inteiro".

Acredito, apesar disso, na minha teoria.

A experiência

Metrô de uma grande cidade brasileira. O celular de uma gordinha toca incessantemente até que ela finalmente o encontra e atende com uma voz meio desconfiada:

- Alô ?

O interlocutor fala alguma coisa perturbadora. Ela responde ainda mais desconfiada:

- Experiência? Que tipo de experiência?

Um jovem rapaz, sentado ao lado da moça, levanta rapidamente algumas hipóteses:

1 - Ela vai participar de experimentos pioneiros no teste de uma vacina contra a gripe suína. O jovem tampa a respiração, just in case.

2 - Ela foi convidada para receber doses dilacerantes de radiação numa sessão de tortura em troca de sua filha, sequestrada há meses. O jovem pensa que terá companhia até o IPEN.

3 - Ela é a personagem da vida real que inspirou "A Mosca", é o chefe do laboratório dizendo que talvez eles tenham encontrado uma cura. O jovem lamenta ter deixado o Baygon em casa.

- Não, nunca morei no exterior mas estudei inglês por muitos anos, tenho certificado de três escolas e...

E ela desceu do metrô para negociar seu futuro emprego.

(A título de comparação: passei anos de colégio e faculdade rindo internamente a cada vez que algum professor de química dizia "solução" imaginando que era um soluço grande).

(A título de desculpas: désolé, Milousinho, pela desconectada abrupta. Às vezes é preciso fingir que trabalho).

sexta-feira, julho 17, 2009

Muitos

Segundo Georges Ifrah, os zulus e pigmeus africanos, os aranda e kamilarai da Austrália, os aborígenes das ilhas Murray e os nossos botocudos brasileiros conhecem apenas dois números: um para a unidade e outro para o par (ou seja, 1 e 2). Ainda segundo o mesmo autor, "...quando se trata de mais de 3 ou 4, alguns deles se contentam em mostrar a cabeleira, como se dissessem: 'É tão inumerável quanto os cabelos da cabeça'".

Fiz a citação pois há anos ("muitos" anos, haha) conto essa história mas nunca sei ao certo qual é o povo que faz isso. Percebe-se que o texto não deixa claro. Daqui para a frente, vou dizer que é coisa dos aranda da Austrália, por dois motivos: é um nome relativamente fácil de lembrar e um povo completamente desconhecido do grande público.

Apesar desse sistema de numeração parecer absurdo, algumas variantes dele são utilizadas mesmo em nossa sociedade pós-moderna.

http://jc.uol.com.br/canal/gripe-mundial/noticia/2009/07/17/oms-decide-parar-de-contar-casos-de-gripe-mundial-193691.php

Portanto, encerram-se oficialmente as extrapolações do número de contaminados. Peço desculpas, caros leitores.

Acho que vou ter que voltar ao antigo hobby, http://br.noticias.yahoo.com/s/14072009/40/politica-300-carros-sao-queimados-na.html

quinta-feira, julho 16, 2009

Sonho

"Filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o empresário Fernando José Macieira Sarney foi interrogado nesta quarta-feira, 15, por pelo menos seis horas na Superintendência da Polícia Federal do Maranhão, em São Luís, no âmbito da Operação Boi Barrica."

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,pf-indicia-filho-de-sarney-por-lavagem-de-dinheiro-e-formacao-de-quadrilha,403568,0.htm

No mundo ideal o nome do meu cargo seria "Gerente de Nomenclatura de Operações Secretas da Polícia Federal". Enquanto isso não chega, seguimos na P3D.

PS: Meu, Boi Barrica!

quarta-feira, julho 08, 2009

Aviso aos navegantes

Pela primeira vez desde 31/10/2008, este Autor está completamente sem barba.

Deixo claro aos amigos que esta mudança não deverá ter grandes reflexos em minha vida pessoal, por exemplo, não começarei a votar no PSDB só porque não pareço mais um líder sindical.

Pensando bem, na eleição passada eu votei no PFL no segundo turno e já tinha votado no PSDB no primeiro. Pensando ainda um pouco mais, minha aparência de revolucionário dos anos 80 já tinha pouca influência sobre esse tipo de decisão.

E antes que alguém venha me corrigir, eu simplesmente me recuso a chamar o PFL pelo "novo" nome de mentira deles.

quarta-feira, julho 01, 2009

7 anos

7 anos é bastante tempo, convenhamos. Porém, para alguns eventos mais lentos, também é possível argumentar que não é tanto tempo assim. Por exemplo, 7 anos de servidão não foram suficientes para Jacó convencer Labão de que era um bom partido para Raquel, serrana bela.

Vejamos alguns acontecimentos importantes do último septênio:

Em 7 anos,

- Fiz duas graduações e dois mestrados. É bem verdade que parte da primeira graduação foi a segunda, que o mestrado da segunda foi o fim da primeira e que o mestrado da primeira ainda não chegou ao fim. Muito confuso? Email para crint@poli.usp.br, 24h por dia com toda a disposição do mundo.

- Aprendi rudimentos de n idiomas, com n muito maior do que o necessário na prática e muito menor do que o suficiente para ser considerado uma Torre de Babel ambulante.

- Aprendi também que, ao contrário do que prega a cultura popular, química é matemática e física é matemática. Matemática é bruxaria.

- Perdi a fé na Humanidade 4 vezes.

- O Palmeiras foi campeão de dois torneios de segunda linha. Também é verdade que os grandes rivais do estado levaram 6 brasileiros (todos menos 2003), uma Libertadores e um Mundial. Ficam fora desse cálculo o título do Corinthians de 2002, por 2 meses de diferença, e o de logo mais, por pura premonição errada deste que vos escreve.

- Recuperei a confiança na Humanidade 3 vezes.

- O blog teve ao menos 42.835 acessos e uma mudança na cor do template, da qual nunca me recuperei plenamente.

- Curiosamente, pode-se demonstrar que 42.835 é um limite inferior para o número de fios de cabelo que perdi nestes anos.

Por outro lado, 7 anos não foram suficientes para:

- Terminar a construção da linha 4 do metrô de São Paulo.

- Acabar o segundo mandato do Lula (eu sei, mãe, eu sei).

- Ensinar à diretoria do Real Madrid que gastar 250 milhões de euros não necessariamente produz uma equipe vencedora.

- Permitir que o exército estadunidense encontrasse Osama bin Laden (tema de um post de 04/07/2002, acreditem).

- Destruir definitivamente a minha vontade de escrever besteiras por aqui.

Obrigado aos leitores por acompanhar essas histórias desconexas nos últimos 2555 dias (pois é, faltam 2 dias para o aniversário real, leitor paranóico que foi fazer a conta no Excel). Parabéns para mim e para todos nós.

sábado, junho 27, 2009

Keirrison?

Imagino que daqui a 105 anos, quando fizerem um levantamento de alguns destaques dos 200 anos de história do Palmeiras, algum jornalista se pergunte: "Quem foi o jogador que fez mais gols por esse time em suas 10 primeiras partidas?"

A resposta ainda é palpável em 2009, mas não creio que continuará a sê-lo daqui a uns anos: Keirrison.

Não vou falar novamente da influência nefasta dos mega-investidores no destino do futebol nem na cobiça exacerbada dos grandes clubes europeus. Responderei simplesmente à seguinte pergunta: um torcedor comum do Palmeiras, que não costuma ir a estádios nem tenha TV a cabo, assistiu a quantas partidas do jovem prodígio?

Separando por campeonatos para facilitar a conta do leitor. Entre parênteses, o número de partidas disputadas pelo time na respectiva competição:

- Libertadores: 0 (10). Nenhum jogo do time na competição mais importante do continente foi transmitido em TV aberta. Assistimos, no entanto, a clássicos como Corinthians e Misto (MS) e também Corinthians e Itumbiara (GO).

- Paulista: 4(21), contra Mirassol, São Caetano, Corinthians e São Paulo. O jogo contra a Ponte Preta foi transmitido mas ele não jogou. Dos 15 confrontos contra times pequenos, uma divisão equalitária entre os 3 grandes da capital indicaria 5 transmissões para o alvi-verde. 60% disso nem é tão pouco...

- Brasileiro: 2(7), contra Internacional e Atlético-PR. A culpa aqui nem é das poderossas emissoras, já que os demais 5 jogos foram realizados na Grande São Paulo.

Ao todo, nosso palestrino médio viu 6 jogos do menino prodígio e gritou 4 gols. Será esquecido em pouco tempo, depois de perambular pelos mercados alternativos sem jamais conseguir se firmar no Barcelona.

Por fim, para ajudar o nosso jornalista do ano 2114, deixo registrado que ele fez 13 gols nas primeiras 10 partidas e isso provavelmente não será superado no futuro que está ao nosso alcance.

quinta-feira, junho 25, 2009

Nessa sexta-feira o Brasil passa dos 500 infectados, aposto com quem quiser.

E eu prometo que a partir de sábado eu arranjo um outro assunto.

Respondendo aos comentários

Se no Ministério da Saúde não houver NINGUÉM com um gráfico desse eu ficarei realmente preocupado.

Como disse o Arthur, o gráfico é do número total de infectados. Porém, acho que é possível pegar a doença mais de uma vez (Ju, estou certo?) e assim o número total de infecções poderia crescer sem parar.

Olhando uns dados preliminares do Chile, estou acreditando no momento que o crescimento por lá e na Argentina está muito mais para linear do que para qualquer outra coisa. Aqui na Terra Brasilis, no entanto, o dado de hoje do Ministério da Saúde ainda indica uma tendência exponencial.






Para o leitor que ainda não está convencido de quão rápido é um crescimento exponencial, digo que se o Brasil mantiver essa tendência atingirá 1 milhão de contaminados em 61 dias (26 de agosto, na previsão atualizado). Enquanto isso, Chile e Argentina teriam 1 milhão de casos (mantendo-se o crescimento linear) em 4100 e 15000 dias, respectivamente.

terça-feira, junho 23, 2009

Sigmóide

sig.mói.de
adj m+f (gr sigma+óide) Que tem a forma da letra grega sigma (S) ou da letra S.

Estava pensando hoje quão irrealista era o modelo proposto para o avanço da gripe suína no Brasil. Ora, é evidente que um crescimento exponencial não pode se sustentar por tempo indeterminado. No pior dos casos, haveria uma hora em que TODO mundo teria sido contaminado e o crescimento pararia (ou melhor, seria igual à taxa de crescimento da população).

A curva que parece mais natural para descrever isso é uma sigmóide, algo que parece um S apenas na cabeça de quem escreve dicionários. Ela aparece normalmente quando se está fazendo uma titulação, nesse caso o eixo x é a quantidade de base adicionada e o eixo y é o pH. No início pouca coisa acontece, você continua pingando aquelas gotinhas de base, de repente o negócio reage loucamente e depois você pode continuar pingando que nada mais vai acontecer. Para quem não teve o prazer de passar por isso num laboratório, segue gráfico ilustrativo:



Uma dúvida que eu também tinha era se o comportamento em outros países era parecido. Analisei os dados sobre a situação da Argentina até hoje, vejam só:



A correlação apresentada pelo Excel é excelente. Nos meus experimentos normais, nunca cheguei tão próximo de um R² = 1, mesmo acochambrando dados. No entanto, aproximar esses pontos por uma exponencial parece um pouco forçado. O ajuste seria visualmente melhor (mas na verdade nem é!) se olhassemos até o 20º dia apenas. Claramente, uma previsão baseada nesse crescimento maluco não é muito realista:



(os pontos continuam representando os casos reais. A curva contínua foi obtida ajustando-se os dados do 9º ao 20º dia).

Aparentemente a situação argentina está mais próxima de uma sigmóide, o crescimento mais acelerado já passou. No entanto, pode ser apenas uma oscilação aleatória dos dados e talvez a nossa bela exponencial continua fazendo estragos.

Quero acreditar que o meu post de ontem é algo parecido com essa última figura de hoje, ou seja, uma previsão extremamente pessimista e que em pouquíssimo tempo vai se mostrar bem errada. Vamos esperar mais uma semana ao menos para tirar mais alguma conclusão.

Em breve: uma análise da doença no Chile.

Não tão breve: a partir do estudo dos casos de Brasil, Argentina e Chile, é possível inferir como a doença evoluiu no Paraguai e Uruguai?

segunda-feira, junho 22, 2009

Diz a lenda que o conceito de reação em cadeia foi vislumbrado pelo físcio Leo Szilard enquanto ele esperava um semáforo abrir. A idéia era simples: um átomo instável era atacado por um nêutron e liberava, por exemplo, 3 nêutrons. Esses 3 nêutrons poderiam, com bastante sorte, encontrar outros 3 átomos instáveis, gerando assim 9 novos nêutrons, que atacariam outros átomos instáveis e assim por diante...

O conceito fundamental é que em determinadas condições a reação começa a se auto-sustentar, ou seja, ela se torna irrestivelmente mais forte conforme o tempo passa, liberando (peço desculpas antecipadas pelo termo extremamente técnico) energia para caralho.

O que é realmente interessante do preâmbulo é que o número de nêutrons liberados cresce em progressão geométrica, 1, 3, 9, 27, etc.(utopicamente, na vida real não é bem assim, grande parte deles acaba se perdendo). Esse tipo de crescimento é absurdamente rápido, já dizia Einstein que a força mais forte conhecida pela Humanidade são os juros compostos.

Nem só na Física aparecem essas seqüências. Numa rápida compilação do número de casos mais recentes da gripe suína no Brasil, obtemos o seguinte:



Os casos dos primeiros 20 dias (de 07/05 a 27/05) têm um crescimento praticamente linear, não registrado no gráfico. Nas últimas 3 semanas, porém, temos uma bela exponencial.

Não sei se esse comportamento auto-catalítico vai continuar por muito tempo. Se minhas previsões estiverem corretas, teremos 1 milhão de contaminados no dia 5 de setembro.

PS: antes que o leitor se desespere, dê uma olhada na última postagem sobre o Ronaldo (http://oweblog.blogspot.com/2008/12/ronaldo-o-retorno-final.html) em que as minhas técnicas avançadas indicavam que ele faria 10 jogos pelo Corinthians e marcaria 2 gols.

PS2: Gordo filho da puta.

quarta-feira, junho 17, 2009

Das vantagens de ter morado no exterior

Fazia 8 anos que eu não via o Palmeiras ser eliminado de uma Libertadores.

terça-feira, junho 16, 2009

Metáfora

'A maioria dos estudantes pensa que antes de fazer pesquisa é preciso dominar tudo que já foi realizado. Para contrabalançar esse conceito e estimular um interesse adiantado pelo trabalho independente, Jacobi contava a parábola: "Seu pai nunca teria se casado, e você nunca teria nascido, se ele insistisse em conhecer todas as garotas do mundo antes de se casar com uma."'

(Introdução à história da matemática, Howard Eves, publicado originalmente neste blog em 01/12/2007)

Andei pensando nessa frase do Jacobi nos últimos tempos. O que fazer quando se percebe em pouco tempo que se casou com a mulher errada?

Além disso, tem-se o direito de ser polígamo, amando e respeitando duas mulheres diferentes (parecidas, é bem verdade) ao mesmo tempo?

(Metaforicamente falando, Renata, metaforicamente...)

Esse tipo de preocupação tem sugado um pouco das minhas idéias divertidas. Preciso dar um rumo na minha carreira e preciso que isso aconteça rapidamente.

terça-feira, maio 26, 2009

Ah, os jornalistas

Pré-requisito: Clarice foi veterana minha na Polytechnique. Não a conheci, mas sei que ela foi da primeira turma de brasileiros e portanto da que mais sofreu numa escola que não estava preparada para receber universitários que não resolvem equações diferenciais ordinárias de cabeça.

"Clarice Aiello
Cambridge, EUA

Seu campo de estudo está na minúscula escala dos átomos. O objetivo é demonstrar que esses sistemas delicados podem processar mais informação que um computador clássico. A paixão pelo assunto começou anos antes, quando um professor de Engenharia Elétrica da USP deu a Clarice Aiello, hoje com 26 anos, Lições de Física de Feynman, série de palestras de Richard Feynman, um dos maiores físicos americanos do século 20. “Foi meu primeiro contato com a física quântica”. Clarice, que já se destacava em física na turma, fez um estágio na École Polytechnique, Paris, em 2001. " (http://txt.jt.com.br/editorias/2009/05/26/ger-1.94.4.20090526.44.1.xml)


"Estágio". 2 anos e X meses de sofrimento se tornam "estágio".

Perdoai-os, Senhor, eles não sabem o que escrevem.