domingo, outubro 22, 2006

O fim

Há uns bons 7 anos disputei meu último campeonato de xadrez na escola. Eu era, sem falsa modéstia, um dos melhores jogadores da referida escola de periferia, o que não quer dizer muito e nem permitiu que eu fosse campeão alguma vez. Pois bem, naquele sábado eu teria minha última chance.

Tudo ia bem até a semifinal, quando cruzei com um japonês que jogava no mínimo no mesmo nível que eu. Seria uma partida difícil, uma espécie de final antecipada. Dei azar no sorteio (nunca gostei das pretas, sem racismo, por favor), fiz duas merdas tremendas e em uns dez lances perdi o jogo. Incrível. Ou não tão incrível, se considerarmos que de todos os inúmeros torneios de alguma coisa que eu já participei a única vitória foi num bizarro campeonato de handball de areia...

Fiquei uns instantes olhando para o tabuleiro, aquele mate estúpido, a derrota, a certeza de que nunca mais eu teria outra oportunidade, o fim daquele pequeno sonho infantil. Acontece com todos, por que seria diferente comigo?

Nenhuma comparação, evidentemente, é possível com a aposentadoria do Schumacher. Digo, sem vergonha, que eu curto o alemão. Ele é tremendemante sem coração (vide episódio em que correu e venceu logo depois da morte de sua mãe), sem escrúpulos (vide jogar o carro contra o Villeneuve em duas oportunidades) e sem carisma (não me ocorre nenhum bom exemplo agora, mas vocês entenderam a idéia). Um mega campeão "do mal", com um carro vermelho, sem a menor condição de arrebatar uma legião de fãs. Um bom souvenir dos tempos em que eu admirava esses povos nórdicos e frios.

Hoje assisti a uma corrida de Fórmula 1 pela primeira vez em uns 3 anos. Não poderia deixar de torcer por um pequeno e derradeiro milagre para o campeão germânico. Não veio, uma pena. Ele, no entanto, diz adeus tendo conseguido tudo aquilo que era possîvel ganhar. Menos, é claro, o respeito e a admiração unânime que justificariam uma alcunha do gênero "O Pelé do Automobilismo".

Um comentário:

Ju disse...

Odeio essa coisa de todos serem "O Pelé" de algum esporte!!! Pq não o Michael Jordan???